domingo, 8 de julho de 2007

Aprendendo a Auxiliar e sendo Auxiliado

Quantos problemas!
Quantos suplícios!
Oro, vigio,
Mas às vezes caiu em tentação;
Em devaneios,
No auxilio ao meu pai doente,
Às vezes choro por dentro,
E por fora sorriso,
Às vezes me esquento,
Em baixa vibração,
Sintonizo-me
Caiu, levanto,
Erro, acerto,
Mas vale errar,
Querendo amar,
Do que acertar,
Querendo odiar
Puro aprendizado,
Pro meu Espírito primitivo,
Que pra Espiritualidade Maior,
Suplico auxilio.

Nenhum comentário: