domingo, 8 de julho de 2007

Descobrindo o Amor

Quem é o amor da minha vida?
Quem é minha alma afin?
Não se preocupe, ela existe,
Se não estiver aqui te espera no além
Continue na eternidade,
Vá até o fim
Mas que fim?
O fim nada mais é, que a continuidade,
Da vida além túmulo, espiritual,
Que nunca acaba,
Só muda de estado
Apões reencarnações,
O amor se aperfeiçoa
Esquece o apego, a posse e a vaidade,
Do homem não depende a idade,
E sim do Espírito Imortal
Chegamos ao sentimento sublime,
Universal, o amor total,
Não só pela metade,
Mas daqui a milênios,
A perfeição integral.

Nenhum comentário: