domingo, 8 de julho de 2007

Exílio terrestre

Somos Espíritos imperfeitos,
No plano terrestre
Com sentimentos conflitantes,
Qual água e fogo constantes
Tentando transformar ódio em amor,
Amor puro,
Sublimado pela abnegação de si mesmo,
No exílio de nós mesmos,
Nos resignamos,
Dentro do plano de evolução,
Através da pluralidade das existências
Bendita seja o Pai Maior,
A reencarnação,
Tantas vezes mencionada pelo Mestre Jesus,
Em parábolas, há mais de dois mil anos...
E ainda homens insensatos só acreditam no poder da fortuna,
Do fanatismo em ação,
Ainda nas loucuras da paixão,
Ignorando a senda da evolução,
Rumo a perfeição.

Nenhum comentário: