sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

Flores Azuis

Enquanto faço uma prece sincera,
cai as bençãos do céu,
em forma de flores azuis
Atingindo nossa fronte singela
Nas sombras, irmãos infelizes,
se fazem presa de natureza sem vida,
no coração e na mente a vida dormita
Mas no jardim das felicidades eternas,
em abundância existe vida
E eu quando pelo pensamento,
me transporto pra onde há harmômia
Olhando pro mais alto
O ar puro, o vento sereno,
sinto algo feliz, alíviado
Viajando pelo espaço,
com os olhos de ver,
e ouvidos de ouvir,
Sentindo no corpo intermediário,
A chuva de flores azuis cair.

Nenhum comentário: