segunda-feira, 15 de março de 2010

Definição de Vida Indefinida




Quero livros pra serem lidos
Quero sentidos pra serem esquecidos
Sentimentos pra serem sentidos
Quero viver de arte e de anonimato
Quero viver livre de eu mesmo
Quero viver de ações nobres
E sei que a nobreza está longe de nós
Já tenho direções de morrer em paz
E de viver em paz...
A timidez me salvou finalmente da perdição
E me tirou do mundo ao qual pertenço nesse mundo
E com letras me encontro longe de ganhar a vida
Não gosto de terno, de gravata, de cabelo curto,
Prefiro ser operário, não gosto de vinho...
Gosto de água
Não gosto de convenção,
De tudo isso, nada.
E lembrando a minha infância,
Sei que a vida estava longe de ser chata.