quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Dor e Vida

Há um sofrimento desde os 15
E se alguém soubesse,
O quanto é duro sair de casa desde então
Daria glórias aos céus,
De quase total felicidade em suas vidas
Dói e dói muito o que vive-se aqui
E ninguém sabe que o sorriso alto,
Quase que diário é sofrimento
Sair na rua é luta diária [...],
E as lembranças da farra da infância
Parece que nunca houve, ou existiu...
E chora-se por hoje
Por ter um aperto no peito, uma angustia sem tréguas,
E no final só não ficamos loucos totalmente,
Porque a luta de ser melhor persiste exaustivamente
E na hora do sono artificial nem sabemos,
O que é dormir bem e o que é dormiu mal
Continuamos...
Existe um sinal.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Matéria condensada e etérea

Durante todas as épocas da humanidade
Os gênios usaram toda sua bagagem...
E os anjos complementaram com bondade
Para a realização da obra do Pai
No mundo de formas
E assim os homens evoluíram
Saindo das cavernas
E tudo continuou vindo das altas esferas
Nos passando e nos fazendo entender
Que a vida se faz com trabalho
E não em troco de bagatelas
Somos donos de muitos equívocos,
Por isso somos felizes na Terra
O único lugar que Deus conseguiu, pra nós,
Conforme a nossa evolução
Subindo e descendo ladeiras,
Pra que com o suor do rosto ganharmos,
O nosso pão, deixando a matéria menos condensada,
Mais leve etérea.