quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Eu sou o que aprendi

1994
Kurt Cobain suicidou-se
Ayrton Senna da Silva morreu
Guns ´n Roses findou-se
Eu aos 15 morri
A vida ficou cinza
Meus amigos de infância separaram-se
Aos 17, 18 voltei
Sem saber quem era eu (...)
Depois me perdi e ou me prendi novamente dentro de casa
Depois enfrentei a morte de terceiros, várias vezes
Chorei, emagreci, engordei
E de onde tirei forças foi desses destroços,
Físicos, psicológicos
Existe em mim a terapia que faço e dou
O remédio que alivia
E o lar que me acolhe
Há a família
Há as crianças
E nesse meio todo
Renasço
Sem saber como,
Mas sabendo que sou melhor
Que ontem,
Só por isso ainda de vez em quando
Liberto eu o sorriso
Alegre e majestoso
De vida que ainda vibra,
Nas minhas fibras mais intimas...



Um comentário:

Alê disse...

E esse aprendizado nunca há de parar