quinta-feira, 26 de abril de 2012

Enfim...

Enfim desisto de amar qualquer mulher/ Amo sim o próximo/ É verdade que meu corpo ainda pede sexo/ E faço.../ Mas de forma geral já sou um homem do Universo/ Tenho a humanidade como irmã/ E de resto, sou ainda Homem de pouca moral,/ Embora sereno,/ Mas protesto!