terça-feira, 25 de dezembro de 2018

Ficaram as lágrimas

Como um velho esgotado da vida
andando por ai as vezes sem ter aonde ir
as vezes indo e vindo, lá e aqui
no paraíso vivo novo
e no paraíso perdido morto
como um louco que anda de carro de outros
olhando no retrovisor tentando parar de existir
retroceder 25 anos, sumir
gastando energia com tanta dor e tristeza
gastando saúde que já não se tem
discutindo política, filosofia de vida
sobre o que se foi e o que se tem
a mesma coisa de sempre, adormecida
de um futuro que não chega nunca
num eterno vai e vem
um só beijo pra mudar tudo
um só pensamento ativo de coragem
pra ver que não se tem
uma antiga sensação de amor que não vem
quase sempre sem dinheiro
quase sempre doente
nojo de sexo
fantasias de sexo nojento
suicídios diários de formas pensamentos
em orações de desespero
para que quase nada disso seja realizado
acabou o século XX
começou o terceiro milênio
acabou a felicidade na Terra
começou o expurgo de todas fantasias
escolhemos a dor para como resposta
e sabemos quando tudo isso bate a nossa porta
acabaram as esperanças
acabou a graça
acabaram os sonhos
ficaram as músicas, antes felizes
agora as lágrimas...