quarta-feira, 16 de maio de 2018

Tempo e Espaço

Senhor, só agora eu sei,
Eu sei que carrego a eternidade comigo
E foi preciso vinte e três anos para saber disso
Tirei o relógio do bolso
Tirei tudo de mim mesmo
Menos a saudade do passado

Continuo caminhando na mesma senda, Senhor
Como um Espírito esfarrapado
Todos arranjaram suas vidas
E eu estou a espera do passado
Cansado da mesma vida
Vivendo no mesmo espaço

E todos os outros, Todos, Senhor
Já deram voltas ao mundo
Com suas vidas sagradas
Em tempo de trabalho e feriados

E quando os revejo, Senhor
Eles estão cheios de novidade
E eu cheio de angústias e saudades
Tenho ideias, mas não tenho meios
Tenho evolução moral
Mas vivo na infância material

E agora é tarde demais Senhor?
Acho que ainda não é um bom dia pra morrer
Quero partir, recomeçar
Chega de passado, chega de chorar
É hora de viver feliz
Sem Tempo e Espaço.