domingo, 11 de agosto de 2019

Solene Tortura

Minha solene cara de tolo
Meu sorriso de louco
atropelado eu por um caminhão de estilo trevoso...
Sem saber pedia carona
com arrogância
e com uma timidez fraca de criança
Agora os primeiros catorze anos,
são para sempre
e meu coração - os dois,
o espiritual e o músculo miocárdio doem
A vida e' muito cara
para um aleijado,
não do corpo,
mas da alma
E nada cura,
se não, a fronte abaixada
na vida que nos leva
e daqui ao desencarnar,
não levamos nada.