sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Um novo Natal

Aos 15 anos fui embora
mas continuei nos mesmos sítios de outrora
andando como um animal ferido,
cheio de vermes
deitado debaixo de sol e chuva, a dar nojo!
Meu Deus, isso foi há tanto tempo!
E eu jamais estarei no controle de novo!
Jamais serei um homem livre.
Meu cérebro tornou-se um lago congelado
recebendo pílulas de remédio controlado
por isso nunca mais pude correr e sorrir novamente
Tive que baixar a cabeça e sair andando.
Temos a imensidão da eternidade pela frente...
Mas nessa vida jamais estarei no leme da nau
jamais serei um homem normal
quem sabe andando de tempo em tempo
Recuperamos o céu azul do nosso feliz passado, igual?!
Seguimos porem aprendendo a sofrer com
um sorriso roto no rosto,
carregando nosso fardo pesado.
viveremos ainda neste século um novo Natal...